SUS e o Zé Ruim

SUS: Repasse precisa de aprimoramento – Jornal Contábil - Com você ...

SUS e o Zé Ruim

Paródia baseada em Geni e o Zepelim de Chico Buarque

Acompanhe com a música original:

https://www.youtube.com/watch?v=jWHH4MlyXQQ

 

 

Fruto de 88

De um processo bem afoito

Também de muita pedrada

Sua estrutura é muito grande

Tem quem ache delirante

O cuidar sem pagar nada

.

Coisa de gente cretina

De banqueiro, de sovina,

Querem dominar o Estado

Se a barriga está doendo

E a testa aquecendo

Ele te dará cuidados

.

É o sistema de saúde

Com defeitos, com virtudes,

Que a todos vai servir

Tem universalidade

Integral com equidade

E os incautos dizem assim

.

SUS eu não vou engolir

SUS eu não vou engolir

Tem é que privatizar

Vende logo isso aí

SUS atende qualquer um

Do rico ao pobre

.

Eis que surge ecoante

Como o tal Ulstra brilhante

Mas brincou o Zé Ruim

Vírus não tem armistício

2019 o início

E pra outros era o fim

.

Do Palácio da Alvorada

O Transmito tem a sacada

Tava pronta a panaceia

Pandemito ignorante

Tocou logo o berrante

Vem gado e alcateia

.

Mas tinha aderido ao alarme

Quem antes era unha e carne

Um maneta a aplaudir

Moro e Guedes de pijama

Enviaram um telegrama:

Tá sozinho o Jair

.

Mas o SUS vai resistir

Mão do SUS não vou abrir

Tem que descentralizar

Para o povo incluir

SUS atende qualquer um

Do rico ao pobre

.

Da metrópole à cidadela

Nas mansões e nas favelas

O Covid ia ligeiro

E o Justus tão pomposo

O dono da Havan, teimoso

Só pensavam no dinheiro

.

Companheiro Osmar Terra

Pegou um cheque com a donzela

Rachadinha dos milicos

O Dudu que não era nobre

Bananinha que se encobre

Reclamou: não é bem isso!

.

E o povo na agonia

Vê que o rei na economia

Não faz nada sem o peão

Mesmo o dono do Madero

Desarmou-se por inteiro

Perde o anel, mas não a mão

.

Investe no SUS ali

SUS me atende bem aqui

Vamos te recuperar

Te tirar da UTI

SUS atende qualquer um

Do rico ao pobre

.

Vendo o gado coagido

Militares ex-amigos

Deu pra trás um longo passo

A proposta incipiente

De cortar o ganho da gente

Foi parar no fim do ralo

.

De falar tanta besteira

Dia e noite, a tarde inteira,

Um fascista isolado

Braga Neto agradecia

O Mourão com o Temer ria

Já tá tudo acertado

.

SUS que foi agraciado

Viu que a verba do seu lado

Não se deve reduzir

Pra acabar a cantoria

Amanhã é outro dia

É maior o que há por vir

.

Joga verba bem aqui

Vem aloca bem aqui

SUS precisa respirar

É pra todos, é pra mim

SUS atende qualquer um

Do rico ao pobre

Sobre ayanrafael

Pedagogo, Assistente Social e Mestre em Educação pela Universidade de Brasília. Trabalhou como técnico-administrativo na Universidade de Brasília, como Professor de Atividades da SEEDF (Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal) e atualmente é Especialista Socioeducativo - Pedagogo na Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania do Distrito Federal, no Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (CDCA/DF).
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s